logo-liga.png
LABCMI2.png

Liga Álvaro Bahia Contra a Mortalidade Infantil

 

Do sonho de três destacados médicos à redução da mortalidade infantil na Bahia

 

Um sonho de três médicos pediatras e amigos de criar uma instituição em prol da saúde da criança e para combater os altos índices de mortalidade na década de 1920, projetando melhorias para o futuro da causa. Foi com este objetivo que Dr. Álvaro Pontes Bahia, Dr. Joaquim Martagão Gesteira e Dr. Álvaro da Franca Rocha se reuniram para formar, em 17 de junho de 1923, a Liga Bahiana Contra a Mortalidade Infantil, o primeiro nome da entidade.

 

Com o alarmante quadro de mortalidade infantil na Bahia dos anos 1920, algo para reverter esta situação precisava ser feito. Uma das primeiras ações da Liga foi a inauguração, em 12 de outubro de 1923, do primeiro Consultório de Lactentes. Desde então, as atividades da entidade seguiram com força total. Com o crescimento dos serviços, foi inaugurado alguns anos depois o Instituto Batista Machado e a Escola de Puericultura Raymundo Pereira de Magalhães (1937).

 

Com a Escola de Puericultura, a Liga não se limitou apenas ao ensino, mas também ao tratamento das patologias infantis e à assistência ao bem estar físico, psíquico e social da criança e da mãe. Além dos cuidados dos diversos serviços da Instituição, a família recebia medicamentos, alimentação e o leite coletado no Banco de Leite Materno da Escola de Puericultura, de distribuição gratuita. O resultado dessa luta em prol das crianças foi a redução drástica da mortalidade infantil, passando de 40% para 14%.

 

Ao constatar a necessidade de uma maior e melhor estrutura, além de qualidade e quantidade em serviços e atendimentos, Dr. Álvaro Bahia idealizou a construção de um Hospital, produto de seu sonho inabalável – o Hospital Martagão Gesteira. Foram 18 anos de luta, que mobilizou a classe médica, a sociedade baiana e as autoridades de saúde, nos âmbitos municipal, estadual e federal. Dr. Álvaro Bahia planejou o hospital em seus mínimos detalhes, inclusive o da formação de recursos humanos.

 

Em 1964, o Hospital Martagão Gesteira ficou pronto, ano em que Dr. Álvaro Bahia adoeceu, vindo a falecer meses depois. Somente em 17 de março de 1965, o Hospital Martagão Gesteira foi inaugurado, devidamente equipado e com a sua equipe médica formada. O grande idealista, glória da medicina baiana, faleceu em 8 de outubro de 1964, aos 72 anos, sem, no entanto, ver o seu hospital inaugurado.

 

Por um consenso dos Diretores da instituição, a Liga Bahiana Contra a Mortalidade Infantil, entidade mantenedora do Hospital, passou a se chamar Liga Álvaro Bahia Contra a Mortalidade Infantil (LABCMI).

 

No ano de 2013 a Liga Álvaro Bahia inaugurou o hospital pediátrico de média complexidade, chamado inicialmente de Sobaby, atualmente Sokids, localizado em Lauro de Freitas (BA). Em 2015, a Liga assumiu a gestão do Hospital Estadual da Criança, em Feira de Santana, por meio de contrato com a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (SESAB).

 

No ano seguinte, foi a vez da Liga começar a gerir o Centro de Referência Estadual para Pessoas com Transtorno do Espectro Autista (Cre-Tea), em Salvador, por meio de convênio com a SESAB. Também em 2016, a Liga inaugurou o Hospital Dia Martagão Gesteira, uma unidade do Martagão no bairro de Roma, na Cidade Baixa, especializada em cirurgias pediátricas de pequeno porte.